Lavagem de dinheiro ou Hawala nos Emirados Árabes Unidos, leis e punições

Como são definidos Hawala e lavagem de dinheiro nas leis dos Emirados Árabes Unidos?

De acordo com o quadro jurídico e regulamentar dos EAU, Hawala e branqueamento de capitais são definidos da seguinte forma:

Hawala: O Banco Central dos Emirados Árabes Unidos define Hawala como um sistema informal de transferência de dinheiro que opera fora dos canais bancários convencionais. Envolve a transferência de fundos de um local para outro através de prestadores de serviços conhecidos como “hawaladars” sem qualquer movimento físico de moeda.

Lavagem de dinheiro: A lavagem de dinheiro é um crime de acordo com a Lei Federal dos Emirados Árabes Unidos nº 20 de 2018 sobre Prevenção à Lavagem de Dinheiro e Combate ao Financiamento do Terrorismo. É definido como o processo de ocultar ou disfarçar a verdadeira natureza, origem, localização, disposição, movimentação ou propriedade de fundos ou ativos derivados de atividades ilegais.

Exemplos comuns incluem: estruturação/smurfing, empresas de fachada, transações imobiliárias, lavagem comercial, operações de cassino, transações de criptomoeda, contrabando de dinheiro em massa e uso indevido de redes Hawala.

Os EAU assumem uma posição firme contra estas actividades, e as consequências jurídicas para indivíduos ou entidades envolvidas em Hawala ou no branqueamento de capitais podem ser graves. É crucial cumprir os regulamentos contra o branqueamento de capitais dos EAU e realizar transacções financeiras através de canais legítimos e autorizados.

Quando o Hawala é legal ou ilegal nos Emirados Árabes Unidos?

Hawala, o sistema informal de transferência de dinheiro, não é inerentemente ilegal nos Emirados Árabes Unidos. No entanto, é um canal não regulamentado e informal, que pode ser potencialmente explorado para atividades ilícitas, incluindo o branqueamento de capitais e o financiamento do terrorismo. A legalidade das transações Hawala nos Emirados Árabes Unidos depende da origem dos fundos e da finalidade pretendida.

Se o Hawala for utilizado para transferir fundos provenientes de fontes legais e para fins legítimos, pode ser considerado legal. No entanto, se for utilizado para transferir fundos obtidos através de meios ilegais ou para atividades ilegais, como lavagem de dinheiro, financiamento do terrorismo ou evasão fiscal, torna-se ilegal ao abrigo das leis dos EAU. As autoridades monitorizam de perto as redes Hawala para garantir o cumprimento dos regulamentos contra o branqueamento de capitais e o financiamento do terrorismo.

É importante notar que, embora o Hawala em si não seja ilegal, os EAU têm regulamentos rigorosos em vigor para combater a utilização indevida de sistemas informais de transferência de dinheiro para fins ilícitos. Indivíduos e empresas são aconselhados a ter cautela e realizar transações financeiras através de canais licenciados e regulamentados para evitar possíveis consequências legais.

Tipos de casos de lavagem de dinheiro nos Emirados Árabes Unidos

Os EAU testemunharam vários tipos de casos de branqueamento de capitais envolvendo indivíduos e entidades envolvidas em actividades ilícitas. Aqui estão alguns tipos comuns de casos de lavagem de dinheiro observados nos Emirados Árabes Unidos:

  1. Lavagem de dinheiro relacionada a imóveis: envolve a compra e venda de propriedades utilizando recursos provenientes de fontes ilegais, como tráfico de drogas, fraude ou corrupção.
  2. Lavagem de dinheiro baseada no comércio: Este tipo de branqueamento envolve a deturpação do preço, quantidade ou qualidade dos bens em transações de importação/exportação para movimentar fundos ilícitos através das fronteiras.
  3. Contrabando de dinheiro em massa: Isto envolve o transporte físico de grandes quantidades de dinheiro através das fronteiras, muitas vezes escondidas em veículos, bagagens ou outros meios, para evitar requisitos de notificação e disfarçar a origem dos fundos.
  4. Lavagem de dinheiro baseada na empresa Shell: Neste tipo de caso, indivíduos ou organizações criam empresas falsas ou de fachada para disfarçar a verdadeira propriedade e origem dos fundos e fornecer uma cobertura aparentemente legítima para transações ilícitas.
  5. Uso indevido de sistemas informais de transferência de valor (IVTS) como Hawala: Certos casos envolvem a exploração de sistemas informais de transferência de dinheiro como o Hawala para movimentar fundos ilícitos a nível mundial, aproveitando a falta de um rasto financeiro tradicional.
  6. Lavagem de dinheiro baseada em criptomoeda: Com o uso crescente de criptomoedas, alguns casos envolvem o uso de ativos digitais para ocultar a movimentação e origem de fundos ilegais, explorando o anonimato e a natureza descentralizada dessas transações.
  7. Lavagem em Cassinos e Estabelecimentos de Jogos: Em alguns casos, os casinos e os estabelecimentos de jogo têm sido utilizados para trocar grandes quantias de dinheiro por fichas ou outros instrumentos monetários, disfarçando efectivamente a origem dos fundos.

É importante notar que os esquemas de lavagem de dinheiro podem ser complexos e evoluir ao longo do tempo, muitas vezes envolvendo uma combinação de diferentes métodos e canais. Medidas eficazes de combate ao branqueamento de capitais, quadros regulamentares robustos e cooperação internacional são cruciais no combate a estas actividades criminosas nos EAU.

Qual é a lei antilavagem de dinheiro nos Emirados Árabes Unidos?

A Lei Antilavagem de Dinheiro nos Emirados Árabes Unidos é regida pela Lei Federal nº 20 de 2018 sobre Combate à Lavagem de Dinheiro e Combate ao Financiamento do Terrorismo. Esta lei abrangente define e criminaliza as actividades de branqueamento de capitais, descreve medidas rigorosas para combater o financiamento do terrorismo e estabelece um quadro regulamentar robusto.

Os principais aspectos da Lei Anti-Lavagem de Dinheiro nos Emirados Árabes Unidos incluem:

  1. Definição de lavagem de dinheiro: Define claramente a lavagem de dinheiro como a ocultação ou dissimulação de fundos derivados de atividades ilegais.
  2. Obrigações de prestação de contas: Exige que as instituições financeiras e as empresas implementem medidas ABC/CFT, incluindo a devida diligência do cliente, a monitorização de transações e a comunicação de atividades suspeitas.
  3. Penalidades e Sanções: Impõe penalidades severas, incluindo multas e prisão, em caso de descumprimento.
  4. Autoridades competentes: Mandata a criação de autoridades como a Unidade de Inteligência Financeira (UIF) para supervisionar os esforços de LBC/CFT.
  5. Cooperação internacional: Facilita a cooperação e a partilha de informações com outros países na luta contra o branqueamento de capitais e o financiamento do terrorismo.

Quais são as penalidades máximas para condenações por lavagem de dinheiro nos Emirados Árabes Unidos?

A Lei Anti-Lavagem de Dinheiro dos Emirados Árabes Unidos impõe penalidades severas para indivíduos e entidades condenadas por crimes de lavagem de dinheiro. As penas máximas para condenações por lavagem de dinheiro nos Emirados Árabes Unidos são as seguintes:

  1. Prisão:
    • Para indivíduos: até 10 anos de prisão.
    • Para administradores ou representantes de pessoas jurídicas: até 15 anos de reclusão.
  2. Multas:
    • Para indivíduos: Uma multa não superior a AED 5 milhões (aproximadamente US$ 1.36 milhão).
    • Para pessoas jurídicas: multa não superior a AED 50 milhões (aproximadamente US$ 13.6 milhões).

Além dessas penalidades, as pessoas físicas ou jurídicas condenadas também poderão enfrentar:

  • Confisco de fundos, propriedades ou instrumentos relacionados ao crime de lavagem de dinheiro.
  • Dissolução ou encerramento temporário ou definitivo da pessoa jurídica envolvida no delito.
  • Publicação da decisão do tribunal em dois jornais diários locais, a expensas da parte condenada.

É importante ressaltar que essas penas representam as penas máximas previstas em lei. A pena real pode variar dependendo das circunstâncias específicas do caso, da gravidade da infração e de outros fatores atenuantes ou agravantes.

Os EAU adoptam uma posição rigorosa contra as actividades de branqueamento de capitais, e estas penas severas reflectem o compromisso do país em dissuadir e combater os crimes financeiros dentro da sua jurisdição.

Existem disposições especiais relativas ao branqueamento de capitais ligado ao crime organizado ou ao financiamento do terrorismo?

Sim, a Lei Anti-Lavagem de Dinheiro dos EAU inclui disposições especiais para crimes de lavagem de dinheiro ligados ao crime organizado ou ao financiamento do terrorismo:

  1. Penas mais severas para o crime organizado: Se um crime de branqueamento de capitais for cometido no âmbito de um grupo criminoso organizado, a pena máxima de prisão será aumentada numa determinada proporção.
  2. Criminalização do Financiamento do Terrorismo: A lei criminaliza o financiamento do terrorismo e de organizações terroristas. Qualquer pessoa que recolha, transfira ou forneça intencionalmente fundos ou bens com a intenção de os utilizar para actividades terroristas pode enfrentar penas de prisão prolongadas e multas substanciais.
  3. Cooperação internacional: A lei facilita a cooperação internacional e a partilha de informações com outros países e jurisdições no combate ao branqueamento de capitais, ao crime organizado e ao financiamento do terrorismo. Isto inclui disposições para extradição e assistência jurídica mútua.
  4. Sanções financeiras direcionadas: Os EAU implementaram sanções financeiras específicas contra indivíduos e entidades designadas pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas ou outras organizações internacionais relevantes como envolvidas no financiamento do terrorismo ou associadas a organizações terroristas.

Estas disposições especiais sublinham o compromisso dos EAU no combate ao financiamento do terrorismo e do crime organizado, que representam ameaças significativas à segurança nacional e global. As sanções severas e as medidas reforçadas de cooperação internacional visam perturbar e desmantelar estas atividades ilegais e as suas redes financeiras.

Principais requisitos de conformidade AML para empresas nos Emirados Árabes Unidos

A Lei Antilavagem de Dinheiro dos Emirados Árabes Unidos impõe vários requisitos de conformidade às empresas que operam no país. Aqui estão os principais requisitos de conformidade AML para empresas nos Emirados Árabes Unidos:

  1. Registo: Registo obrigatório no portal goAML para IFs e APNFDs.
  2. Oficial de Compliance AML: Nomear um responsável dedicado para supervisionar o programa AML.
  3. Programa ABC: Estabelecer políticas e procedimentos abrangentes para KYC, monitoramento de transações, gerenciamento de riscos e relatórios.
  4. Abordagem Baseada em Risco: Adaptar o programa AML ao tamanho, natureza e riscos inerentes da empresa.
  5. Due Diligence do Cliente (CDD): Realize verificações KYC completas, incluindo verificação de identidade e identificação de beneficiários efetivos.
  6. Due Diligence aprimorada (EDD): Aplicar medidas adicionais para clientes de alto risco, como PEPs.
  7. Monitoramento de transações: Monitore transações em busca de atividades suspeitas.
  8. Relatório de atividades suspeitas: Reportar transações suspeitas à Unidade de Inteligência Financeira (UIF).
  9. Manutenção de registros: Manter registros de clientes e transações por pelo menos 5 anos.
  10. Treinamento de funcionário: Fornecer formação regular sobre LBC/CFT aos funcionários.
  11. Auditoria Independente: Realizar auditorias regulares do programa ABC/CFT.
  12. Cooperação com autoridades: Cooperar com as autoridades e fornecer as informações necessárias.

O não cumprimento desses requisitos pode resultar em penalidades severas, incluindo multas, prisão e potencial revogação de licenças ou fechamento de negócios. As empresas que operam nos EAU devem priorizar a conformidade AML para mitigar riscos e manter a integridade do sistema financeiro.

O que são sinais de alerta na AML?

Os sinais de alerta referem-se a indicadores incomuns que sinalizam atividades potencialmente ilegais que requerem investigação mais aprofundada. Os sinais de alerta comuns de AML estão relacionados a:

Comportamento Suspeito do Cliente

  • Sigilo sobre a identidade ou falta de vontade de fornecer informações
  • Relutância em fornecer detalhes sobre a natureza e o propósito do negócio
  • Mudanças frequentes e inexplicáveis ​​nas informações de identificação
  • Tentativas suspeitas de evitar requisitos de relatórios

Transações de alto risco

  • Pagamentos significativos em dinheiro sem origem clara dos fundos
  • Transações com entidades em jurisdições de alto risco
  • Estruturas de negócios complexas que mascaram a propriedade beneficiária
  • Tamanho ou frequência anormal para o perfil do cliente

Circunstâncias Incomuns

  • Transações sem explicação/justificativa económica razoável
  • Inconsistências com as atividades habituais do cliente
  • Desconhecimento de detalhes de transações feitas em seu nome

Bandeiras Vermelhas no Contexto dos Emirados Árabes Unidos

Os Emirados Árabes Unidos enfrentam problemas específicos riscos de lavagem de dinheiro de alta circulação de dinheiro, comércio de ouro, transações imobiliárias, etc. Algumas das principais bandeiras vermelhas incluem:

Transações em dinheiro

  • Depósitos, trocas ou saques acima de AED 55,000
  • Várias transações abaixo do limite para evitar relatórios
  • Compras de instrumentos monetários, como cheques de viagem, sem planos de viagem
  • Suspeita de envolvimento em falsificação nos Emirados Árabes Unidos

Trade Finance

  • Clientes que demonstram preocupação mínima com pagamentos, comissões, documentos comerciais, etc.
  • Relatórios falsos de detalhes de mercadorias e rotas de remessa
  • Discrepâncias significativas nas quantidades ou valores de importação/exportação

Imobiliária

  • Vendas em dinheiro, especialmente através de transferências bancárias de bancos estrangeiros
  • Transações com pessoas jurídicas cuja propriedade não pode ser verificada
  • Preços de compra inconsistentes com relatórios de avaliação
  • Compras e vendas simultâneas entre entidades relacionadas

Jóia de ouro

  • Compras frequentes em dinheiro de itens de alto valor para revenda presumida
  • Relutância em fornecer prova da origem dos fundos
  • Compras/vendas sem margens de lucro apesar do status de revendedor

Formação empresa

  • Indivíduo de um país de alto risco que deseja estabelecer rapidamente uma empresa local
  • Confusão ou relutância em discutir detalhes das atividades planejadas
  • Pedidos para ajudar a ocultar estruturas de propriedade

Ações em resposta aos sinais de alerta

As empresas devem tomar medidas razoáveis ​​ao detectar possíveis sinais de alerta de AML:

Due Diligence aprimorada (EDD)

Reúna mais informações sobre o cliente, origem dos fundos, natureza das atividades, etc. Prova adicional de identidade pode ser obrigatória, apesar da aceitação inicial.

Revisão pelo Diretor de Conformidade

O responsável pela conformidade AML da empresa deve avaliar a razoabilidade da situação e determinar as ações adequadas.

Relatórios de transações suspeitas (STRs)

Se a atividade parecer suspeita apesar do EDD, apresente uma COS à UIF no prazo de 30 dias. As COS são exigidas independentemente do valor da transação se houver suspeita consciente ou razoável de lavagem de dinheiro. Aplicam-se penalidades pela não denúncia.

Ações Baseadas em Risco

Medidas como monitoramento aprimorado, restrição de atividades ou saída de relacionamentos podem ser consideradas dependendo de casos específicos. No entanto, avisar os indivíduos sobre a apresentação de COS é legalmente proibido.

Importância do monitoramento contínuo

Com a evolução das técnicas de branqueamento de capitais e de financiamento do terrorismo, a monitorização e a vigilância contínuas das transações são cruciais.

Etapas como:

  • Revisão de novos serviços/produtos em busca de vulnerabilidades
  • Atualizando classificações de risco do cliente
  • Avaliação periódica de sistemas de monitoramento de atividades suspeitas
  • Analisando transações em relação aos perfis dos clientes
  • Comparação de atividades com linhas de base de pares ou do setor
  • Monitoramento automatizado de listas de sanções e PEPs

permitir identificação proativa de sinais de alerta antes que os problemas se multipliquem.

Conclusão

Compreender os indicadores de potenciais atividades ilícitas é vital para Conformidade com AML nos Emirados Árabes Unidos. Sinais de alerta relacionados ao comportamento incomum do cliente, padrões de transações suspeitos, tamanhos de transações inconsistentes com os níveis de renda e outros sinais listados aqui devem justificar uma investigação mais aprofundada.

Embora casos específicos determinem as ações apropriadas, descartar preocupações de imediato pode ter consequências graves. Além das repercussões financeiras e de reputação, os severos regulamentos AML dos EAU impõem responsabilidade civil e criminal pelo incumprimento.

Por isso, é essencial que as empresas implementem controlos adequados e garantam que os funcionários sejam formados para reconhecer e responder adequadamente aos Indicadores de Alerta Vermelho na LBC.

Sobre o autor

Pensei em “Lavagem de dinheiro ou Hawala nos Emirados Árabes Unidos, leis e punições”

  1. Avatar para Colleen

    Meu marido foi parado no aeroporto de Dubai dizendo que ele é lavagem de dinheiro que ele estava viajando com uma grande quantidade de dinheiro que ele tirou de um banco britânico ele tentou enviar alguns para mim, mas os sistemas onde no banco e não podia fazer isso e todo o dinheiro que ele tem está lá com ele.
    Sua filha acaba de ter uma operação de hart e será liberada do hospital no Reino Unido e não terá onde ir para ela é 13 ano de idade.
    O policial está no aeroporto disse que precisa pagar a quantia de 5000 dólares, mas os policiais levaram todo o seu dinheiro.
    Por favor, meu marido é um bom homem de família honesto que quer voltar para casa e trazer sua filha para a África do Sul.
    O que fazemos agora um pouco se o conselho ajudar
    Obrigado
    Colleen Lawson

    A

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao Topo